terça-feira, 30 de abril de 2013

Água com gás ou sem gás, antes do café?

Romoaldo de Souza


"A água com gás aumenta a acidez e interfere 
no sabor do café".

- Eu tenho, mesmo, de tomar aquela água com gás, que me servem na cafeteria, antes do café? - pergunta a jornalista e advogada Andrea Borba, ouvinte da CBN Recife.  

Sabe, Andrea, as cafeterias brasileiras vão se esmerando em detalhes para fazer bonito diante do cliente, e elas importaram uma máxima que foi muito difundida na Itália, dizendo que a água com gás, deveria ser servida antes do café, para limpar as papilas gustativas, preparando o paladar para o café. 

Mas Ensei Neto, um dos maiores especialistas em café no Brasil,  explica que o papel da água "é fazer a limpeza, porque ela arrasta resíduos de sal, ácido, acúcar, que estão na nossa boca", mas ele rejeita a água com gás.



segunda-feira, 29 de abril de 2013

Sua sorte está no fundo da xícara de café

Ricardo Icassatti Hermano - Texto
Romoaldo de Souza - Locução do podcast


Nem precisa ir à beira da fogueira.
A arte da cafeomancia interpreta
a sua vida, pela borra de café
no fundo da xícara
Cafeomancia é a arte de prever o futuro de uma pessoa usando como instrumento a xícara onde ela acabou de tomar café. A origem dessa prática  vem dos países árabes, onde o café não é coado, apenas mistura-se o pó com a água quente diretamente no bule. Assim, um pouco da borra passa para a xícara. Essa borra forma desenhos no fundo e na lateral da xícara, que serão interpretados pela pessoa que adivinhará o futuro de quem tomou o café.

Alguns exemplos de leitura: se a figura no fundo da xícara for um caracol, você conhecerá uma pessoa interessante. Se a figura se parecer com uma caixa, uma pessoa do passado está retornando. Um castelo? Em breve, teremos um casamento feliz. O coração, uma paixão violenta mudará tudo em sua vida. Uma cadeira significa que a sua preguiça está te prejudicando.

Quer saber mais sobre a cafeomancia? Aperte aqui, no play




Siga o Café & Conversa

Café & Conversa - Twitter
Café & Conversa - Facebook
Café & Conversa - Instagram

Homem de Ferro 3

Ricardo Icassatti Hermano

Almoço com a filharada mais a nora e Homem de Ferro 3 na tela do cinema. Não acredite na crítica. O filme é sensacional. Só não gostei da saída do Rock'n Roll na trilha sonora e a entrada de música do 007. Deve ter entrado financiamento inglês nesse filme, só pode. Simplesmente não combina trilha sonora orquestrada de filme inglês dos anos 70 com a verve do Homem de Ferro. Fica o meu protesto.

Cartaz do filme

Noves fora, o elenco base continua o mesmo, com as participações mais que especiais de Guy Pierce, como o cientista maluco Aldrich Killian, e Sir Ben Kingsley interpretando o vilão Mandarim. Robert Downey Jr. dá o show de sempre. Como ele diz numa cena: "Eu sou o Homem de Ferro". E é mesmo. Boatos e rumores dão conta que o ator teria afirmado que não interpretará mais o super herói. Mas, está filmando o novo Os Vingadores. A mim parece mais conversa para renovação de contrato. Uns milhões a mais na conta bancária não fazem mal a ninguém.

Se eu fosse o cara, já tinha mudado meu nome para Toni Stark

Outra coisa que me incomodou no filme é que a Disney está claramente metendo o bedelho no roteiro. No terceiro filme do Homem de Ferro surgiu uma criança espertinha que ajuda o herói. A velha fórmula Disney para estragar bons filmes até que virem parque temático na Flórida. Mas, o Homem de Ferro é o cara e até que lidou bem com o moleque, não dando o mole emotivo habitual nessas situações. Gostei de como fizeram a coisa. 

A cada filme, mais tecnologia

Nessa versão, deram um destaque para a Gwyneth Paltrow, a Pepper. Ela finalmente entra na pancadaria e larga o papel de executiva perua impecável. Não chega a virar uma super heroína, mas começa a entender melhor o Tony Stark. Por falar nisso, a Gwyneth foi eleita por uma revista americana a mulher mais bonita do mundo. Será? O que vocês acham disso? Na minha humilde opinião, ela precisa comer muito feijão ainda e parar de usar tanto o Photoshop. 

A Gwyneth já conseguiu um Homem de Ferro pra chamar de seu

O que mais gostei nesse filme - e está acontecendo com todos os filmes de super-heróis - foi terem ressaltado o lado humano do Homem de Ferro, o Toni Stark com suas fraquezas, limites e vulnerabilidades naturais. Os combates que travou no filme Os Vingadores deixaram marcas e traumas que se revelam nos ataques de ansiedade que o playboy bilionário e genial passa a sofrer. Não dá para ser super herói, combater forças além da compreensão e continuar a vida normalmente. 

A armadura não protege de tudo e nem é indestrutível

O elenco é sempre de primeira. As lutas e os efeitos absolutamente fantásticos. O filme é poderoso do início ao fim, com as ressalvas que fiz. Além disso, é premonitório. Não há como não relacionar algumas cenas e falas com o atentado na Maratona de Boston. Na verdade, é até assustador. Por outro lado, foi inteligente a maneira como construíram o terrorista Mandarim, que no gibi é o arqui-inimigo do Homem de Ferro. Um pouco de realidade no meio da fantasia. 

Criador e criatura são inseparáveis

O Café & Conversa assistiu Homem de Ferro 3, gostou, aplaudiu e recomenda. Ciência, tecnologia, pancadaria, mulheres bonitas, surpresas, ironia e muitas explosões. O filme é diversão garantida para toda a família. Veja o trailer.


Peça café pelo tipo: ristretto, curto, longo

Romoaldo de Souza

Um café perfeito depende de diferentes fatores.
Um deles é a xícara em que é servido o café

- Dia desses, levei um amigo de faculdade para tomar um café e quando cheguei na cafeteria, vi uma série de opções. E eu que achei que café era tudo igual - conta a estudante de enfermagem, Neide Conceição.

Para cada medida um nome. Para cada nome um estilo de café. Os espressos podem ser curto,  aproximadamente, 25ml; ristretto, em uma xícara com, no máximo, 20ml; ou o doppio, também conhecido como duplo, servido em uma xícara um pouco maior.

Outros detalhes da quantidade da café que você vai pedir, na próxima vez que for a uma cafeteria, aperte o play


sexta-feira, 26 de abril de 2013

Receita da sexta-feira: Bolo Molhado de Café e Chocolate

Ricardo Icassatti Hermano

As chuvas se foram e o Inverno começa a dar as caras por aqui. Essa época do ano é a ideal para frequentar boas cafeterias, não é mesmo? As moças também gostam do frio porque, dizem, podem se vestir melhor, caprichar no modelito. Com isso, ajudam a embelezar o ambiente e tornar toda a experiência muito mais agradável.

Mas, essa época mais fria também é um convite para ficar em casa assistindo um filme, lendo um livro e comendo alguma guloseima. Sempre acompanhada de uma grande xícara de café, claro. Então, a nossa tradicional receita da sexta-feira é um bolo especialmente criado para isso. Anote aí os ingredientes. Para preparar essa receita, bastam 15 minutos. Depois é tempo de forno e esperar esfriar. Bom apetite!


Bolo Molhado de Café e Chocolate

Ingredientes do Bolo

- 2 xícaras de farinha de trigo
- 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
- 1 pitada de sal
- 1 3/4 xícaras de café coado bem forte
- 1/4 xícara de uísque ou conhaque
- 150 g de chocolate meio amargo
- 1 xícara de manteiga
- 2 xícaras de açúcar
- 2 ovos grandes, levemente batidos
- 1 colher (chá) de extrato de baunilha

Ingredientes da Cobertura

- 200 g de chocolate meio amargo
- 4 1/2 colheres (sopa) de manteiga

Preparo do Bolo

Preaqueça o forno a 180º C. 

Unte uma forma redonda de bolo e cubra o fundo e as laterais com papel manteiga. 

Misture a farinha de trigo com o bicarbonato de sódio e o sal. 

Em banho-maria, esquente o café misturado com o uísque, o chocolate e a manteiga. Mexa até que o chocolate derreta completamente. Retire do fogo e adicione o açúcar. Misture bem. Deixe esfriar por 3 minutos e coloque a mistura numa batedeira. Adicione a mistura de farinha de trigo, meia xícara de cada vez, e bata em velocidade MÉDIA por um minuto. Adicione os ovos, o extrato de baunilha e bata até que fique no ponto. 

Coloque na forma untada e asse no forno por 1 1/2 hora ou até que um palito espetado no meio saia limpo. Retire do forno e deixe esfriar completamente na própria forma. Basta desenformar sobre um prato.

Preparo da Cobertura 

Misture o chocolate e a manteiga em banho-maria, no fogo BAIXO, até que tudo tenha derretido e esteja bem misturado. Deixe esfriar e cubra o bolo com essa mistura.

Pingado é mais que café com leite

Romoaldo de Souza

Pingado com pão com manteiga, na foto foi tirada no
Ateliê do Grão, minha cafeteria preferida em Goiânia
- Eu morei até meus 17, 18 anos, em Medina (MG), e lá no interior já tinha o costume de tomar café com leite. De onde vem essa combinação - Assim, abordou o jornalista José Maria Trindade.

É mais fácil encontrar alguém que use o leite para misturar com o café e não tomar somente o café puro, por isso, mesmo parecendo que é somente juntar café com leite, o pingado exige uma certa combinação.

A quantidade de café deve ter equilíbrio em relação ao leite, para que um não se sobressaia em relação ao outro. Nem o pingado ficar com gosto de leite, sozinho; nem somente de café. Equilíbrio é a palavra.

- Pingado não é somente café com leite é uma combinação - conforme costuma dizer Ensei Neto, um dos idealizadores do Movimento de Valorização do Pingado.

Para saber mais sobre essa gostosa combinação e, também a respeito do movimento dos "pingadistas", faça um clique no play


Café & Conversa - Instragram

E sabe quem está de disco novo? A cantora Madeleine Peyroux (Athens, Geórgia - EUA). "The Blue Room" faz uma leitura de outro ângulo, de clássicos como "I Can't Stop Loving You" imortalizado na voz de Ray Charles e a belíssima "Bird on The Wire" de Leonard Cohen. 

Nessa viagem pelas ruas de New Jersey, Peyroux, a bordo de um "BelAir", interpreta "Changing All Those Changes", de Buddy Holly. Um detalhe muito importante, é que o Chevrolet 72, está com um dos faróis esquerdos de luz alta, queimado. Mas Peyroux não está sem cinto de segurança, não. O sinto é daqueles antigos.

Changing All Those Changes 
Sweetheart I'm changing all those changes
That I made when I left you
Because I made those changes
When I thought you were untrue

Well now you're gone and I've found I'm wrong
And there's nothing I can do
Except to change up all those changes
That I made when I left you

To change up all those changes
That I made when I left you
Oh I didn't stop to think
No I just left without a care
But now I know I'm wrong
And I can't find you anywhere

Well I should have reconsidered
All those things I said I'd do
'Cause now I'm changing all those changes
That I made when I left you
I'm changing all those changes
That I made when I left you

Now you're gone and I've found I'm wrong
And there's nothing I can do
Except to change up all those changes
That I made when I left you
To change up all those changes
That I made when I left you

I'm changing those changes
Sweetheart
I'm changing those changes
That's right
I'm changing those changes


quinta-feira, 25 de abril de 2013

Café para curar ressaca

Romoaldo de Souza


A maioria dos médicos recomenda tomar um 
antiinflamatório, junto com o café, 
para reduzir aquele peso na cabeça
Com as leis de trânsito cada vez mais rigorosas, a consciência coletiva em alta, a recomendação é não misturar direção com bebida alcóolica.

Agora, se você bebeu mais que o copo e bateu uma ressaca daquelas, é bom saber que o café é um bom remédio para tirar da boca o gosto do dia de ontem, e aquela dor de cabeça de partir a moleira.

Estudos de universidades renomadas como a Thomas Jefferson, na Filadélfia, indicam que a dor de cabeça que as pessoas sentem, depois de tomar bebida alcóolica, é fruto do acetato que é produzido pelo álcool. Para saber mais detalhes do estudo do professor Michael Oshinske aperte o play


Nem todo café vai te fazer bem

Ricardo Icassatti Hermano - Texto
Romoaldo de Souza - Locução do podcast

Homenagem do Google à Ella Fitzgerald
Antes do post, hoje falando de café bons e cafés ruins, uma pequena homenagem. Hoje é dia do aniversário da diva do jazz, Ella Fitzgerald (Ella Jane Fitzgerald (Newport News, 25 de abril de 1917 — Beverly Hills, 15 de junho de 1996)

Aqui, ela interpreta Black Coffee, música de Sonny Burke e Paul Francis Webster.



I'm feeling mighty lonesome
Haven't slept a wink 
I walk the floor and watch the door
And in between I drink

Black coffee
Love's a hand me down brew
I'll never know a SundayIn this weekday room

I'm talking to the shadows
1 o'clock to 4
And Lord, how slow the moments go
When all I do is pour

Black coffee
Since the blues caught my eyeI'm hanging out on Monday
My Sunday dream's too dry

Now a man is born to go a lovin'
A woman's born to weep and fret
To stay at home and tend her oven
And drown her past regrets
In coffee and cigarettes

I'm moody all the morning
Mourning all the night
And in between it's nicotine
And not much hard to fight

Black coffee
Feelin' low as the ground
It's driving me crazy just waiting for my baby
To maybe come around

My nerves have gone to pieces
My hair is turning gray
All I do is drink black coffee
Since my man's gone away

Quase que diariamente, cientistas de todo o mundo nos revelam os muitos benefícios que o café traz para a nossa saúde. Realmente, além de ser uma bebida muito gostosa, o café também pode ser considerado um santo remédio preventivo.

As pesquisas nos sugerem medidas mínimas de máximas de consumo, mas será que todos os tipos de café que tomamos podem nos proporcionar os mesmos benefícios? 

O especialista em café e instrutor da London School of Coffee, Will Corby, afirma que é preciso escolher a qualidade do café que você vai tomar, pois os efeitos de um bom café no nosso organismo podem ser muito diferentes dos efeitos provocados por um cafe ruim. 

Dia desses, estávamos em uma reunião de trabalho quando uma enxaqueca me pegou de jeito. Sorte a minha que a reunião do Café & Conversa sempre acontece em uma boa cafeteria que sirva cafés especiais. Bastaram três espressos para que a enxaqueca desaparecesse.

Pesquisa recente revelou os efeitos benéficos para o coração do café feito da maneira turca ou grega. Esse tipo de café não é coado e tem alto teor de cafeína. A água quente é apenas misturada ao pó. Quando o pó desce até o fundo da cafeteira, pode ser servido. Um pouco da borra sempre passa para a xícara. Após tomar o café, a borra forma desenhos no fundo da xícara, que podem revelar o futuro de quem bebeu. O nome dessa prática é Cafeomancia. 

Mas, isso é conversa para outro dia. 

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Café da manhã. Tudo para agradar aos paladares exigentes

Ricardo Icassatti Hermano - Texto 
Romoaldo de Souza - Locução do podcast


Café da manhã é coisa seríssima. E não estamos falando das várias pesquisas médicas que postamos aqui desde o nascimento do blog. O café da manhã pode lotar um esvaziar um estabelecimento, lucro ou prejuízo. Daí passa a ser um negócio muito sério. Veja esse exemplo.

Após uma pesquisa que durou um ano e investimento de R$ 1 milhão, a rede Mercure no Brasil e vai implantar até o final de maio um novo café da manhã em seus 64 hotéis. Segundo a administração da rede, a proposta é começar o dia com um delicioso e saudável café da manhã, com sabor e qualidade em um ambiente descontraído e acolhedor, sentindo-se em casa. 

Para saber mais dessa história, da rede de hotéis que investiu para melhorar o atendimento no café da manhã, aperte aqui, no play, a seguir



Curta nossa fan page no Facebook
Visite nosso perfil no Twitter
Siga o Café & Conversa no Instagram

terça-feira, 23 de abril de 2013

Hora de tomar um cafezinho cheiroso

Romoaldo de Souza

Café de qualidade com aroma
e sabor para esse frapê

Quando criança, eu costumava brincar na sacaria da fazenda do vovô, e um cheiro que ficou em minha memória foi de estopa molhada - assim, uma leitora nossa começa o e-mail perguntando como faz para identificar o café pelo cheiro.

- Recentemente, fui a um supermercado e, ao cheirar o pacote de café, a primeira lembrança, que veio à mente, foi dos sacos de estopa com cheiro de molhado - recorda.

Café de qualidade, café selecionado, tem aroma. Tem aquele cheiro que vai fundo, no  paladar e na lembrança de flores, de frutos. 

Para saber mais sobre essas recomendações do cheiro do café, faça um clique no play





segunda-feira, 22 de abril de 2013

Sete erros que podem ser evitados

Romoaldo de Souza

Para chegar a um café como este
muitos erros foram cometidos. Evite-os!
- Pai - grita o menino. 

- Oi filho - responde o produtor cultural, mais preocuperado com o prazo dado pelo governo, para apresentar um projeto de cultura para a cidade.

- Pode me ajudar no jogo dos 7 Erros? - disse a criança.

Água quente demais, garrafa térmica, café estocado, comprar café pelo preço, moagem do café, copos descartáveis e conservação do coador de pano são alguns dos equívocos que, em geral, as pessoas cometem.

Escute o podcast e descubra como fazer para não cometer deslizes com o seu café. Aperte o play 


Café em grãos

Romoaldo de Souza

Prefira o café em grão, e peça para ser moído na hora da compra. 
Quanto mais tempo passar em grãos, mais conservado fica

- Alô, é do pessoal do Café & Conversa? - pergunta uma seguidora do blog, em passagem por um shopping de João Pessoa (PB).

- Diga! Em que posso ajudá-la - respondi.

Do outro lado da linha, nossa ouvinte contou que, passando por um balcão de demonstração, foi abordada por uma atendente.

- Vai comprar café, moça? - perguntou.

- Estou pensando. Tem alguma recomendação? - retrucou a apreensiva ouvinte.

- Temos um aqui, e nossa recomendação é escolher em grãos - insistiu a atendente.

- É isso mesmo? - quis confirmar a ouvinte

Aroma e sabor do café são ingredientes que marcam. Que determinam as propriedades desse precioso líquido. E nunca é demais destacar que o café é um produto sensível ao calor, ao frio, à luz - como costumam dizer os paraibanos, "o bicho é bem enjoado!"

Para mais detalhes dessa e outras dúvidas de nossa ouvinte, faça um clique, a seguir, no play



A importância da água no café

Ricardo Icassatti Hermano - Texto
Romoaldo de Souza - Locução do podcast

Barista Lucas Salomão passando um café, na caneca do blog
Não se iluda. Apesar da cor escura, a maior parte do seu café é água. Por isso, é importante cuidar não apenas da qualidade dos grãos, mas também da água que você vai usar. 

Esqueça água da torneira. O cloro que a companhia de água e esgoto da sua cidade coloca, destrói os óleos que dão aroma e sabor ao café. Além de deixar aquele gosto de piscina na sua boca. Assim, prefira sempre água mineral leve, com poucos sais minerais. Quanto menos sabor na água, mais você aproveita o que o café tem de gostoso.

Para saber mais sobre os detalhes da temperatura da água, como escaldar os utensílios, faça um clique no play



Café & Conversa - Twitter
Café & Conversa - Facebook
Café & Conversa - Instagram

sábado, 20 de abril de 2013

Oblivion, ficção científica de HQ

Ricardo Icassatti Hermano

Fui assistir o recém-lançado filme de ficção científica Oblivion. Mas, fui sem muita animação porque o protagonista é interpretado pelo Tom Cruise e não sou muito fã dele. Ele tem umas canastrices muito chatas. Mas, fui pego de surpresa. Se você ouvir alguém falar mal desse filme, tenha certeza que essa pessoa não entende nada de ficção científica.

Cartaz do filme

Oblivion é uma criação original do diretor Joseph Kosinski, que também dirigiu a refilmagem de Tron. Antes de pensar em fazer este filme, Kosinski criou uma história em quadrinhos. Ficou tão bom que virou roteiro para cinema. E o filme é sensacional. Tom Cruise está até bem no papel. Aliás, ele escolhe muito bem os personagens que quer interpretar.

Capa do gibi. No filme, o capacete foi abolido para mostrar
o rostinho do Tom Cruise, claro

A Terra foi destruída por uma guerra nuclear entre humanos e alienígenas. A saída para a sobrevivência da nossa espécie foi colonizar uma das luas de Saturno. Mas, há o problema da água, que é resolvido com umas naves gigantescas que sugam os oceanos e transferem para a colônia na lua de Saturno. 

Jack tem o emprego que pedi a Deus

Cruise faz o mecânico Jack, que cuida da manutenção dessas naves e dos drones que fazem a sua segurança. Os drones super avançados - que o Obama certamente deve ter adorado - também caçam e eliminam umas criaturas que os alienígenas deixaram na Terra para torná-la inabitável.

Os drones têm cara de mau e o Obama adora

Jack tem uma companheira, Victoria, vivida pela belíssima atriz Andrea Riseborough. O casal cuida de tudo numa casa entre as nuvens que mataria de inveja o Oscar Niemeyer. Até queira morar lá. Victoria está empolgada porque faltam apenas duas semanas para que o casal complete dois anos de serviço na Terra e possa se mudar definitivamente para a colônia na lua de Saturno.

Victoria é bonita, mas falta-lhe paixão

Mas, Jack tem segredos que não compartilha com Victoria. Enquanto fazia suas patrulhas e manutenções do maquinário, foi descobrindo pequenas coisas entre as ruínas do que restou da nossa civilização. São plantas, livros, discos, objetos variados e uma casa na beira de um lago, um lugar paradisíaco, onde ele guarda tudo o que encontra. 

Prêmio Família Onogás, casa com nave na garagem

Sua memória registra alguns fatos, mas ele tem sonhos estranhos em que uma linda mulher sempre aparece. Essa mulher se chama Julia e é interpretada pela deslumbrante Olga Kurilenko, que também já foi uma Bond Girl da nova safra. 

Olga Kurilenko é a vesguinha mais linda do cinema

Um dia, algo surpreendente acontece. Uma nave espacial cai na Terra. Jack desobedece todas as ordens para não se aproximar do local e encontra várias cápsulas de hibernação com astronautas dentro. Em uma delas está Julia, a mulher dos seus sonhos. Daí em diante, o filme  revela uma trama espetacular. Por isso, paro por aqui para não estragar o seu prazer de assistir.

Te contei não? Morgan Freeman está no elenco : )

Só achei meio improvável o final, uma utopia hippie que não é auto-sustentável. Também é reconfortante para os amantes apaixonados saber que, mesmo a Terra sendo devastada por uma guerra com alienígenas, o edifício Empire State sempre escapará. No mais, o filme é absurdamente bacana. O Café & Conversa assistiu, gostou, aplaudiu e recomenda com a cotação cinco canecas. Imperdível! Veja o trailer.


sexta-feira, 19 de abril de 2013

Café, cafeína e malhação

Romoaldo de Souza

Está pensando em colocar o corpo em forma? Tem planos de fazer exercício? A cafeína ajuda a acelerar o metabolismo e contribui para que o corpo resista aos percalços das dores.

No podcast tem mais detalhes sobre a influência do café antes - e depois - da malhação. Aperte o play e bom exercício




Receita da sexta-feira: Calda de Café do Café & Conversa

Ricardo Icassatti Hermano - Texto
Romoaldo de Souza - Locução do podcast

Salivando só em ver essa foto.
Pudim com calda de café
Final de semana promete mais sol e menos chuva. Parece o clima ideal para aproveitar a vida com um passeio no final da tarde, tomar um sorvete ou comer um belo cheesecake. Aposto que vocês já estão salivando como nós aqui. 

Para acompanhar essas delícias e um monte de outros pratos, nada melhor que uma boa calda doce, não é? Como é da nossa tradição, essa receita é fácil e rápida de fazer. Além disso, você pode guardar na geladeira por até um mês. Está curioso? É a internacionalmente famosa Calda de Café do Café & Conversa

Faça o um play no podcast e escute os detalhes desta receita



Calda de Café

Ingredientes

- 1 xícara de açúcar
- 1 xícara de café bem forte

Preparo

Faça o café usando 1 1/2 xícara de pó de café e 1/2 litro de água. Use o melhor café que encontrar, pois qualidade sempre faz diferença.

Numa panela média, junte o café e o açúcar. Leve ao fogo. Mexa sem parar até ferver para dissolver completamente o açúcar. Abaixe o fogo e cozinhe por mais três minutos, mexendo sempre. O resultado final será uma xícara de calda.

Retire do fogo, deixe esfriar e coloque num frasco com tampa. Na geladeira, dura até um mês. 

Café & Conversa - Twitter
Café & Conversa - Facebook
Café & Conversa - Instagram

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Um café, por gentileza!

Romoaldo de Souza

Pedindo por gentileza é mais barato!
A moda que se espalha pela Europa, nos Estados Unidos e na Argentina bem que poderia desembarcar no Brasil. O cliente chega, pede um café e paga mais barato se usar a expressão básica: por favor, por gentileza.

Escute, no podcast, como nasceu essa tendência e as expectativas de chegar às cafeterias brasileiras. Aperte o play, por gentileza


É o amor ...pelo café

Ricardo Icassatti Hermano - Texto

Todo mundo acha que sabe o que é o amor. Mas, amor mesmo é o do casal Marcos dos Santos e Michele Miranda, moradores de Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte. Não estou falando do amor que um sente pelo outro, que é bem grande, mas do amor que os dois sentem pelo café. 

O casal sonhava em ser barista e ter uma cafeteria. Fizeram o curso de Barismo, mas não tinham o dinheiro para alugar uma loja. A solução, criativa, foi colocar mesas e cadeiras no próprio quarto onde moravam e inaugurar a Cafeteria Will Coffee. No último dia 10, o estabelecimento completou um ano de vida e de bons cafés.

O amor de um pelo outro e pelo café

No começo, eles não tinham uma máquina profissional, apenas uma cafeteira doméstica para fazer espressos. Também não tinham equipamento para moer os grãos e coar o café. Nem mesmo um balcão para atender os clientes e uma mureta separava as mesas da cozinha.

- Acreditar é o segredo - explica Michele. 

O casal cria bebidas e elabora o cardápio. Há  três meses, sentiram a necessidade de expandir a cafeteria. Embaixo fica a sorveteria do pai de Michele, que não usava o mezanino no piso superior. Assim, a cafeteria ganhou mais espaço para os clientes. É um sucesso.

- De repente, uma cafeteria que não tinha nenhuma chance de crescer para os lados ou para cima, ganhou mais 30 m² - comemora Marcos.

Se você estiver um dia andando por Contagem, não deixe de fazer uma visita e tomar um bom café:

Cafeteria Will Coffee
Rua Rio Marabá, 146, Novo Riacho – Contagem
Funcionamento: de terça à domingo, das 14h às 22h

quarta-feira, 17 de abril de 2013

As utilidades da borra do café

Romoaldo de Souza

Fertilizante, adubo, repelente. Conheça as mil e uma utilidades da borra de café. Nem pense em jogar fora o resto de café. Até mesmo o líquido serve para lustrar e vitalizar folhas de plantas.

Para saber mais o que pode ser feito com a borra do café, escute o podcast. Aperte o play




terça-feira, 16 de abril de 2013

Café no coador. O preferido


Romoaldo de Souza

De longe, o coador de pano é o preferido das donas de casas, de quem quer fazer um café caseiro saboroso. 
Mas alguns conselhos são importantes, como - por exemplo - coador de pano não é peça de herança. 
Tudo bem que vovó usava, mas usava o dela. 
Coador de pano é para ser trocado mensalmente Mais detalhes? 
Aperte o play








Café & Conversa - Twitter
Café & Conversa - Facebook
Café & Conversa - Instagram

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Café compartilhado

Romoaldo de Souza

Eu achei um jeito divertido de fazer amizade
Mesmo sem conhecer meu amigo secreto
Aí, você chega numa cafeteria e tem um café para você, pago por uma pessoa que nunca lhe viu. Para retribuir a gentileza, você deixa um café pago, mesmo para quem você não conhece e nem sabe se um dia vai se encontrar?

Para conhecer mais a história do café pendente ou café compartilhado, clique no play






Café & Conversa - Twitter
Café & Conversa - Facebook