domingo, 23 de janeiro de 2011

A Música do Dia - If I'm lucky - Melody Gardot


Romoaldo de Souza


Estou escutando, neste domingo, o novo disco do baixista Charlie Haden. São poucos os felizardos que têm essa chance. Essa oportunidade de ler publicações como o caderno de fim de semana do Valor Econômico "Eu &…", que felizmente não tem uma linha sequer sobre "celebridades" bombadas pelas redes sociais nem por revistas de pouca iluminação.


"Sophisticated Ladies" deveria ser obrigatório na sala de aula, como são algumas matérias da "transversalidade educacional" que pouco ensinam e nada educam. Foi do "Eu &…" que tirei a sugestão do disco da semana. É de "Sophisticated Ladies" que vem a música do dia: If I'm lucky, na voz de Melody Gardot.


Mas, já, já, eu falo do novo trabalho de Charlie Haden que aliás, entrou no começo dessa matéria por ter sido fonte de inspiração para promissoras decisões que o leitor do Café & Conversa vai ficar sabendo em breve. Muito breve, mesmo!


Bom. Quem acompanha nosso blog deve saber que, diariamente, a gente se desdobra em vários para atender os pedidos de colegas que estão nos comitês de imprensa, na Praça dos Três Poderes. No Senado e no Palácio do Planalto, diariamente servimos cafés especiais com o objetivo de por um fim, de uma vez por todas, no chamado "café de licitação", que tem de tudo, menos café.


Café de licitação é aquela água preta que fica seis, oito horas dentro de uma garrafa térmica, azucrinando o estômago dos desinformados. Aí a gente chega para falar com alguns jornalistas, oferecer um café especial e o "camarada" com um olhar atravessado, de quem já atravessou imensos desertos de leads, e sapeca sem dó nem piedade: "Café me dá azia…"


Café ruim provoca azia, má digestão, úlcera. Todo tipo de doença nos aparelhos digestivo e mental. Aquilo ali, dentro da térmica, fermentando o dia todo, é tudo, menos café. Então, da próxima vez que alguém oferecer um café, não diga que "café bom só o da minha vó" nem garanta que "todo café é igual", porque não é.


Kellen Cristina não sabe se segura o diploma de Cafeteria do Ano de 2010
ou se balbucia algo que não consegui entender


A vovó poderia até ter boa vontade quando fazia um café especial para os netinhos. Mas, aquela lembrança de infância é apenas memória romântica. Café bom, mesmo, é outra história. É café selecionado. Bem preparado.


Um ano e meio atrás, quando lançamos o Café & Conversa, estávamos ressabiados com tanta informação desencontrada sobre cafés e cafeterias. Brasília tinha poucos locais onde a gente podia sentar e tomar um excelente café, como era o caso da Café Eldorado, onde praticamente foi gestado o blog.


Hoje, não. Brasília está se tornando uma das cidades com grande número de cafeterias de primeira. Grãos selecionados, atendimento cada vez melhor. É claro que ainda precisam ser feitos alguns ajustes. Mas nós estamos aqui para isso. Para criticar, recomendar, sugerir, orientar e, quando não tiver jeito, sumir, como já fizemos de alguns pontos que nem de longe são cafeteiras. Uma coisa é servir café outra é ser cafeteira.


Pedro Julio no salão e Cleythdanielle Trindade administrando o caixa,

formam a comissão de frente da Cafeteria do Ano de 2010


Enquanto isso, roda no MacBook Pro, na voz noir de Melody Gardot, a faixa If I'm lucy, que abre "Sophisticated Ladies".


- If I'm lucky, you will tell me that you care. That we'll never be apart.


Será?


Bom, trilha sonora, ambiente, atendimento e produto. Quesitos indispensáveis para a gente sair de casa e tomar um café. A companhia pode até "pintar" na hora, mas esses itens aí acima são primordiais. Imprescindíveis mesmo.


Na Fellini Caffè é assim. Tem boa música. O atendimento é supervisionado por Moema Dourado, a dona dessa obra de arte e o café é o Santo Grão. Acidez equilibrada, ligeiramente doce com aroma cítrico. Mas aí você pode mandar um torpedo: "Só isso basta para a Fellini Caffè ter sido escolhido a cafeteria do ano de 2010?". Nós diríamos que foi o conjunto da obra.


Faz mais de um ano, se não me engano, dezembro de 2009, que conheci a Fellini Caffè. O requinte no atendimento, a sofisticação dos produtos como a Bruschetta de Gorgonzola com Pêra e uma folha de rúcula, meu petisco predileto, fizeram minha cabeça. Isso sem contar um lounge que tem na entrada. Quatro poltronas, uma mesa baixa, uns livros de psicologia e o jornal do dia. Meu lugar predileto. Às vezes, estou saindo da faculdade e telefono para 3223 1333 só para reservar aquele lugar.


- If I am lucky, there will be a time an' place / You will kiss me, we'll embrace… Melody Gardot segue cantando. E eu penso. Pode ser na Fellini Caffè.


Na cozinha, Adalberto, Erisson e Daniele dão o toque especial no cardápio


A internet sempre está à disposição do cliente. O jazz tocando em boa altura… Esse é o ambiente da Fellini. Vez ou outra ela deixa escapar uma MPB. Mas nada que comprometa o clima.


Por esses motivos e por todos os outros que nossos leitores encontram na Fellini Caffè é que a casa foi escolhida pelo Café & Conversa a Cafeteria do Ano de 2010.


Raquel Alves, Ricardo e Juscelino Medeiros, o barista (ambos de pé),


If I'm lucky

Eddie Delange and Joseph Myrow


If I'm lucky, you will tell me that you care,

That we'll never be apart . . .

If I'm lucky, this will be no light affair,

It's forever, from the start . . .


If I'm lucky, there'll be moonbeams all around,

Shining bright as day . . .

You will hold my hand and you'll understand,

All I cannot seem to say . . .


If I am lucky, there will be a time an' place

You will kiss me, we'll embrace . . .

In that moment, every wishful dream I ever knew

Will come true . . .


If I'm lucky, I will go through the years with you . . .


If I am lucky, there will be a time an' place

You will kiss me, we'll embrace . . .

In that moment, every wishful dream I ever knew

Will come true . . .


If I'm lucky, I will go through the years with you . . .




Um comentário:

Marven disse...

If I'm lucky, someday I'll have a mug of these... Adorei o post, sobretudo a canção, mas adoro MPB também, ok? Parabéns Fellini Caffè. Vou prestigiá-la, com certeza e café!