sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Café coado na hora

Romoaldo de Souza

Nossa leitora Ana Maria Rossi foi na quinta-feira à Ernesto Cafés Especiais, na Asa Sul, de Brasília, e para surpresa de nossa ouvinte, foi recebida com café coado, na hora. Adorou a surpresa e resolveu contar ao Café & Conversa

Faça um clique e escute nosso comentário!


Um abraço e bom café!

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Café Apimentado


Ricardo Icassatti Hermano e Romoaldo de Souza

Quem nos acompanha aqui na CBN Recife já sabe que o café é um produto tão versátil que vai além das xícaras. De adubo a ingrediente nobre na culinária, passando pelos benefícios à nossa saúde, o café se incorporou às culturas de todos os povos do mundo e se tornou figura obrigatória nas mesas e nas conversas.

Continuando no tema dos cafés temperados, fizemos uma experiência ontem. No ano passado, a leitora Clara Favilla nos trouxe vários tipos de café da Europa. Dentre eles, tinha um café indiano com uma característica interessante: um levíssimo sabor de pimenta.

Por isso, ontem fizemos um café com grãos da espécie Obatã, produzidos pela Fazenda Califórnia, no município paranaense de Jacarezinho. Esse café tem o sabor Umami, que lembra o sabor de glutamato de sódio ou de proteína e, teoricamente, se casaria bem com pimenta. Colocamos uma gota de molho de pimenta numa pequena xícara e enchemos com o café.

Não ficou ruim, mas a gota foi demais e acabou “matando” o sabor do café. Caso você queira fazer a mesma experiência, aconselhamos molhar a ponta de um palito apenas. É o suficiente para acrescentar a ardência da pimenta aos demais sabores do café. Você também poderá colocar um mantra para tocar, acender um incenso e praticar um pouco de meditação ou partir para um prato de comida mexicana.

Faça um clique aqui, para escutar o podcast! 


Um abraço e bom café!

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Café Temperado

Ricardo Icassatti Hermano e Romoaldo de Souza


O café é um produto tão versátil que serve até como tempero para outras bebidas. Também tempera comidas doces e salgadas, como já viu por aqui. Mas, será que ele pode ser temperado? Claro que sim e não estamos falando de drinques elaborados com vários ingredientes. É apenas o café com algum tempero.

Os povos do Oriente Médio costumam adicionar ervas, especiarias e temperos ao café. É o caso do café com sementes de cardamomo, uma bebida tradicional entre os beduínos da Arábia. Aliás, por lá, o café não é simplesmente uma bebida, simboliza estado de espírito. 

Se alguém oferecer um copo de café e este for aceito, significa que todos estão imbuídos de boa vontade e boas intenções. Além disso, há um ritual a ser seguido. Três copos são oferecidos, mas apenas o primeiro deve ser aceitos e os outros dois recusados. Reza a tradição que o café temperado com cardamomo liberta toda a ira que exista no corpo.

O cardamomo é da família do gengibre, planta nativa do Sri Lanka, Malásia e Sumatra. Por causa das suas propriedades anti-sépticas, digestivas, afrodisíacas, diuréticas, expectorantes e laxantes, também tem amplo uso medicinal, além de ser aproveitado para aromatizar pães, carnes, pastéis, pudins, doces, salada de frutas, sorvetes, embutidos e licores.

Se você quiser experimentar um pouco do misterioso clima das Mil e Uma Noites, siga a nossa receita:

Amasse levemente 3 a 4 sementes de cardamomo e coloque no coador. Coloque o pó de café e derrame a água quente. Pronto. Agora é só imaginar um acampamento em algum oásis no deserto e a Sherazade contando histórias ...


Um abraço e bom café!

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Café com adoçante, ela pode?


Dia desses, nós fomos tomar um café no Comitê de Imprensa do Planalto e por lá os jornalistas gostam de um bom café. Fizeram até uma "vaquinha", um rateio para comprar café de primeira qualidade.

Lá pelas tantas, tinha uma jornalista da CBN Brasília  desconfiada, querendo tomar o café que a gente comprou, mas dizendo ela, estava com vergonha porque todo mundo tomava café sem açúcar e ela prefere com adoçante.

Claro que o hábito de tomar café não é uma seita. Não é uma sociedade secreta em que só entra quem toma café sem açúcar, sem adoçante.

Pedindo opinião, eu recomendo sem nada e lembro que durante anos, nós fomos acostumados a tomar café com açúcar só para compensar os defeitos dos grãos. Porque sempre foi costume o Brasil exportar o que há de melhor e deixar o refugo por aqui. Para consumo interno.

Agora, que o hábito de tomar bons cafés está contaminando o país e novas cafeterias são abertas diariamente, temos esse programa na CBN Recife, tem revistas, blogs, o pessoal todo falando de bons cafés, é que as pessoas vão se dando conta que tomar café sem açúcar, sem adoçante, sem nada é um prazer porque a gente sente o verdadeiro sabor do grão.

Mas como eu disse à jornalista da CBN, isso é um processo. O importante é você ir se acostumando com café de primeira qualidade. Café puro!



Um abraço e bom café!

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Água no café

Romoaldo de Souza 

O empresário do ramo de supermercados, Enio Pedro Santanaquer saber se a água pode modificar o aroma de um bom café! A água, Enio, faz toda diferença.

Não faz muito tempo, eu falei de um hábito de tomar café coado, dando especial atenção a água que vai ser usada para passar o café! A água fervida, nunca é boa para fazer café. É melhor passar um café na água quando começa a chiar na chaleira. Aí em torno de 90ºC.
Um detalhe importante, que é necessário que seja dito, Enio, é que a água muito quente, já fervendo, interfere no sabor do café, porque esquenta demais o óleo que protege o aroma.
Além disso, nunca faça seu café com água da torneira. O cloro deixa um sabor forte no café e você vai ficar desorientado, tomando um determinado café, com água da torneira e, em vez de aroma de café, você vai sentir o cheiro do cloro.
Por isso, na hora de fazer o seu café, prefira sempre água mineral ou água filtrada. E não deixe esquentar demais. 
Para ouvir o podcast, é só dar um clique aqui.
Um abraço e bom café!

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Café do Brasil Futebol Clube

Romoaldo de Souza

Vai ser aberta, em Brasília, na semana que vem, uma feira de decoração chamada Casa Cor, com projetos de arquitetura para residências, escritórios e até ruas inteiras. Mas, o projeto que chama a atenção é o que quer mostrar aos visitantes da Copa do Mundo de 2014, o café brasileiro. A organização da Casa Cor quer juntar café com futebol e mostrar que o Brasil, cinco vezes campeão do mundo nos campos, nas plantações, nos cafezais, é ainda mais imbatível.  

Além de ser o maior produtor de grãos do mundo tem também o melhor café do planeta. Em um dos projetos para receber os turistas para a Copa de 2014, a organização está planejando treinar baristas e atendentes de cafeterias, para falarem dois idiomas, português e inglês, e saber, na ponta da língua, a história do café do Brasil, como chegou, onde é plantado e as principais características. Doce, baixa acidez, e pronto para ser tomado sem fazer feio.

É claro que estamos falando de café de qualidade, porque o turista que virá ao Brasil, na Copa do Mundo, certamente é alguém que tem um certo nível de informação que ainda falta aqui, dentro do Brasil.

Muito pouco tem se falado sobre o café brasileiro – em muitos casos mais conhecido lá fora, mais valorizado no exterior do aqui dentro.

Boa iniciativa essa de divulgar o café do Brasil. Para os brasileiros e os turistas.

Dê um clique aí embaixo para ouvir o podcast:


Um abraço! Bom café! Boa Primavera!

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Bolo de Coco com Café

Ricardo Icassatti Hermano e Romoaldo de Souza

Não é por acaso que o café é uma das melhores e mais consumidas bebidas do mundo. Além de ser revigorante, fazer bem para a saúde e ser saboroso, o café também se tornou um excelente ingrediente culinário porque combina com quase tudo.

Vejam, por exemplo, o coco, abundante nas praias nordestinas. O café e o coco combinam tão bem como queijo e goiabada, feijão de corda e manteiga de garrafa, rapadura e farinha de mandioca. Quer saber como? É só fazer um Bolo de Café e Coco. Anote aí. 


Você vai precisar de:

- 200g de farinha de trigo
- 250g de lascas de coco açucaradas (não queimadas)
- 120g de açúcar mascavo
- 1 1/2 colher sopa de canela em pó
- 6 colheres sopa de manteiga sem sal e derretida
- 120g de manteiga sem sal à temperatura ambiente
- 1 colher chá de fermento em pó
- 1 colher chá de café instantâneo
-1/2 colher chá de sal
- 5 gemas de ovos grandes
- 50g de açúcar
- 1 1/2 colheres chá de extrato de baunilha
- 80g de creme de leite

Preparo

Pré-aqueça o forno a 160º e unte uma forma redonda com diâmetro de 22cm.

Faça uma farofa com 80g da farinha de trigo, as lascas de coco, 80g do açúcar mascavo, a canela em pó e a manteiga derretida. Reserve para a cobertura do bolo.

Misture o resto da farinha de trigo, o fermento em pó, o café instantâneo e o sal. Reserve.

Em velocidade alta, bata as gemas de ovo com o resto do açúcar mascavo, o açúcar comum e o extrato de baunilha por cerca de 2 minutos. Adicione a manteiga e o creme de leite. Reduza a velocidade para o mínimo e adicione a mistura de farinha/fermento/café. Misture bem. Coloque na forma untada e espalhe a farofa por cima. Asse por 1 hora. Retire e deixe esfriar.

Conan, nem tão bárbaro assim

Ricardo Icassatti Hermano

Sou fã de histórias em quadrinhos, ou como se chamava na minha infância, gibis. Também era um devorador de livros. Gostava das histórias fantásticas cheias de aventuras mirabolantes, como as do Simbad o Marujo

Olhem a cara do Simbad ...

Quando conheci os gibis, vi que tinham esse mesmo apelo e viciei. Comecei como todo mundo com os gibis da Disney. Mas, logo enjoei daquilo. Eram muito infantis. Preferia as traquinagens dos Sobrinhos do Capitão. Como eram malvados e criativos aqueles moleques.

Esses dois moleques foram minha inspiração na infância : )

Logo conheci Tarzan e Flash Gordon. Nunca fui muito ligado em super herois cheios de super poderes. Gostava mais dos herois que resolviam as paradas com a inteligência e porrada. Claro que li Super Homem, mas eu lia qualquer coisa que me caísse nas mãos. Até bula de remédio. 

Nessa área de super herois fiquei apenas com Homem Aranha e Hulk. Mas, era por causa dos desenhos animados na tevê. No gibi, também larguei cedo. Outro que eu gostava bastante era o Batman, sem o Robin. Prefiro sempre a Mulher Gato. As novas versões mais soturnas e enlouquecidas do homem morcego são as que mais gosto.

Miau ...

Mais tarde, conheci Conan, o Bárbaro. Esse me acompanhou mais tempo, junto com as maravilhosas Heavy Metal, Druna, Milo Manara etc. Era um universo fantástico que ia da antiga Ciméria até o futuro da ficção científica, sempre carregado de muito erotismo, claro.

O Conan sabia viver

Conan era o esculacho total. Ladrão, pirata, brigão, beberrão, mulherengo, mercenário e aventureiro. Sempre às voltas com feitiçarias e monstros, pegava as maiores gatas e promovia verdadeiros banhos de sangue. Um currículo que matava de inveja qualquer adolescente que, como eu, sonhava com muitas aventuras desde a infância. 

Nada como um banho de sangue para abrir o apetite logo cedo

Eu tinha uma coleção de gibis do Conan, os normais e as edições especiais desenhadas por craques como o ilustrador Frank Frazetta, que foi quem criou a "cara" definitiva do cimeriano. Frank era um artista fenomenal. Morreu aos 82 anos de idade em maio do ano passado. Dizem que quando viu Arnold Schwarzenegger caracterizado como o bárbaro para o filme, levou um susto e, tal qual Michelangelo, disse: "Ele é o Conan".

O cara nasceu para fazer o Conan

Essa coleção foi aos poucos surrupiada pelos meus filhos, que também se tornaram fãs do Conan. Assim, não pudemos deixar de assistir a nova versão do cimério no cinema, dessa vez interpretado pelo ator Jason Momoa, que já trabalhou em um seriado de ficção científica chamado Stargate Atlantis e, mais recentemente, em Game of Thrones, onde fez o papel de um rei igualmente bárbaro, Khal Drogo.

Não basta ter peitão. Tem que ter alma de bárbaro

O que posso dizer? Não faltaram músculos. O enredo é interessante. Mas, faltou direção que entendesse a alma do Conan. Um bárbaro cimeriano não faz firulas com a espada como se fosse um Neymar. Se o diretor tivesse lido os gibis e assistido o filme com Schwarzenegger, saberia disso e que a única estratégia do cimeriano é matar tudo o que estiver diante dele.

Cimeriano fala pouco e bota pra quebrar

O novo Conan não pragueja, não farreia com a mulherada, não bebe até cair com a cara no prato de sopa e só falou o nome do deus Crom uma ou duas vezes. Todo mundo sabe que nas 10 falas que o Schwarzenegger teve, em nove ele diz: "Crom!!!" Em alguns poucos momentos, ele lembra a "finesse" do original, tem uma mulherada bonita, mas como é que num filme do Conan a única bunda mostrada é a dele? Por Crom!!!

A arte refinadíssima de Frank Frazetta

Outra coisa é o excesso de digitalização. Tudo bem que ajuda em algumas coisas, mas nesse filme até o sangue é digital. Assim não dá!!! Esse Conan elaborado não colou. Pelo menos para nós. Como meus filhos disseram, até o chef Gordon Ramsay seria mais convincente nesse papel. Vejam o trailer.


quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Espresso ou expresso?

Romoaldo de Souza

O ouvinte Lupercio Leca, ali da rua Corredor do Bispo, em Boa Vista, perguntou se o correto é café expresso com "x" ou espresso com "s". É que Lupercio cuida de uma área importante em Recife (PE) que é a preparação de concurseiros.

Analisando dicionários, expresso, com "x" é usado para coisas rápidas, como a linha expressa, o trem expresso, uma ordem expressa. 

Outro dia, viu Lupercio, eu levei meus alunos de radiojornalismo, para uma visita a uma emissora de rádio, aqui em Brasilia e depois eu decidi pagar um café espresso para eles. Queria que tomassem conhecimento do mundo do café, de que tanto falo no rádio, no blog e na sala de aula.

Assim que entramos, um dos meus alunos perguntou se não estava errada a grafia estampada bem na porta da cafeteria: Café Espresso.

Assim, desse jeito, com "s", é uma palavra que vem do italiano é que dizer apertar com força, comprimir,  tirar, arrancar. Como o café espresso é tirado da máquina, com força, para extrair todas as propriedades do grão, em tão pouco tempo, usamos o espresso, com "s", para manter essa característica de espremer e aí foi ficando.



Frevo, café especial de Taquaritinga do Norte. Suave,
pronto para um espresso, com "s"

Como você não aportuguesa a palavra pizza, também não parece apropriado colocar um "x", em espresso, quando se referir a café.

Tem muitos livros em português que os escritores preferem o expresso com "x".  Purismo! Purismo! Eu prefiro um café espresso, com "s", de um bom grão, como um do interior de Pernambuco, da Taquaritinga do Norte, que estou tomando nesses dias.


Um abraço e bom café!

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Cuba libre, de café!

Romoaldo de Souza

Em Recife, tem um grupo de pessoas apaixonadas por café que se reúne, virtualmente, numa comunidade do Facebook, Eu Amo Café-Recife, e dia desses uma das organizadoras de eventos nas faculdades da capital pernambucana, Ana Paula Bernardes, estava reclamando que dificilmente dou receitas de drinks de café com álcool.

O pessoal ligado ao projeto que Ana Paula, o Segunda 100 Sem Lei, realiza eventos com especialistas, que fazem drinks à base de café.

Pois hoje eu resolvi atender ao pedido da empresária e jornalistas, juntando meio copo de café forte, bem frio; uma pequena xícara de rum; pedras de gelo e meio litro de refrigerante à base de cola. Pessoalmente, prefiro Pepsi.

Você vai misturar o café frio com o rum. Encha dois copos com as pedras de gelo e complete com o refrigerante.

O nome dessa cuba libre é Ana Paula, para homenagear nossa ouvinte e leitora e para divulgar o projeto dos amigos de Recife.


Um abraço e bom café!

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Café com bolo de fubá

Romoaldo de Souza

Cheguei à casa de uma amiga paraibana, dessas que não perde o sotaque e dorme com uma peixeira debaixo do travesseiro, e não é que ela tinha preparado um bolo de fubá para tomar com café, já no finalzinho da tarde, quando começa a bater aquela preguiça do fim de semana que está terminando...

Edinilza Medeiros costuma fazer os bolos dela bem crocantes por fora e por dentro parece uma mousse de tão delicado que fica.

Então, antes de começar a comilança, fui em casa, peguei um pacote de café que tinha chegado recentemente do Norte do Paraná, e lá fomos nós, nos esbaldar comendo bolo de fubá e tomando café.

Esse café, paranaense, tem conotação de sabor de marrom glacê,  batata doce e leve sabor de rapadura. Perfeito para ser tomado com bolo de fubá.

Como dizem os japoneses, o nome Umami é também chamado de "quinto sabor" além dos outros quatro: doce, salgado, amargo e ácido. Umami pode ser traduzido como "delicioso" ou "saboroso". Um complemento ideal para quem quer tomar café com bolo de fubá.



Um abraço e bom café!

sábado, 17 de setembro de 2011

Café, Gente e Papos Bacanas 5

Ricardo Icassatti Hermano

Sou um cara sortudo. Até naquilo que, num determinado momento, parece ser azar, depois vejo que foi sorte mesmo. Como no Salmo 23: "O Senhor é o meu pastor, nada me faltará", até hoje nada me faltou. Mesmo nas poucas vezes em que literalmente passei fome, não me faltaram alegria e plenitude. Tenho muita sorte em geral e sou abençoado em algumas áreas. Uma delas é aquela onde ficam as amizades.

Sorte é meu sobrenome : )

Hoje vou falar de café, claro, mas também de amizade. Sou naturalmente agregador. Como diz a minha amiga Rosa Costa: "você gosta de gente, né?". Eu gosto de gente no atacado, mas aprecio mesmo é a companhia das pessoas bacanas, como ela ou o meu sócio aqui no blog, Romoaldo de Souza

Romoaldo é uma dessas amizades abençoadas

Porque pessoas que tentaram me fazer algum mal, apenas passaram rapidamente pela minha vida e se foram. Digo "tentaram" porque  tristezas momentâneas ou prejuízos materiais não são de forma alguma malfeitos bem sucedidos. E é bom que isso aconteça de vez em quando para ficarmos mais atentos. É o azar que depois se mostra sorte.

Sou abençoado pelos(as) amigos(as) que escolhi e, especialmente, pelos que me escolheram. Porque benção é um andar acima da sorte. Uma dessas bençãos, sem dúvida, se chama Bebel Hamu. Ela é Barista apaixonada por café e representa aqui em Brasília a marca italiana La Marzocco de máquinas profissionais para cafeterias. 

Único momento em que vemos Bebel com cara séria.
Fora isso, é só sorriso : )

Conheço poucas mulheres realmente elegantes. Bebel é uma delas, embora nem se veja assim. É também uma mulher iluminada e generosa. Talvez até por isso, por ser iluminada, seja uma pessoa generosa. Nada consegue prender a luz. Ela simplesmente transborda, atravessa, escapa.

Bebel Hamu, outra amizade abençoada

Assim é Bebel, uma figura doce e fantástica, como os cafés que encontra em suas andanças pelo país e generosamente nos convida a experimentar. Ela tem um enorme e sincero prazer em ensinar o que sabe e compartilhar os tesouros que garimpa com muito esforço. Porque ela também é uma mulher trabalhadeira, como se diz no Goiás. Até me lembrou a poetisa e doceira Cora Coralina:

"Não sei se a vida é curta ou longa para nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silêncio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira, pura enquanto durar. Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina."

Aos 11/12 anos de idade, tive a sorte de conhecer
e conversar com a poetisa Cora Coralina

Foi o que aconteceu na última sexta-feira, quando fomos convidados por ela para um desejum regado a café da Fazenda Santa Teresinha, localizada no município de Paraisópolis, belíssima região cafeeira do Sul de Minas Gerais. Fizemos um coffee cupping com vários grãos, cujos lotes foram numerados pelo produtor Paulo Sérgio Almeida, ou simplesmente Paulinho.

A mochila da Bebel sempre cheia de tesouros

Provamos grãos das variedades Mundo Novo, dois tipos de Bourbon Vermelho e Catucaí Amarelo. Ao selecionar os grãos, Paulinho numerou os lotes e o Mundo Novo acabou sendo nomeado James Bond, porque tinha o número 007. Ficamos maravilhados com a variedade e a qualidade dos grãos de uma mesma fazenda. Doçura, acidez, corpo, aroma frutado, sabores delicados, encontramos tudo isso naqueles grãos.

Tudo pronto para o coffee cupping

No café da manhã, logo em seguida, encontramos amizade e boa conversa. Levamos as guloseimas da La Boulangerie e Bebel se esmerou em preparar uma linda mesa. Sinceramente, não sabemos o que fizemos para merecer esse tratamento, mas gostamos muito : ) O legal  em nossos encontros é que dedicamos um tempo ao café e outro tempo aos temas mais variados. Falamos de música, política, negócios, tolices, piadas e, especialmente, sobre a vida.

Isso é um café da manhã!!!

É aí que nos encontramos e perdemos a hora. Foi nesse tempo que descobri que a Bebel, assim como eu, não quer mais saber de ver atrocidades e pobreza de espírito. Cansamos disso. Queremos ver coisas belas e conviver com pessoas bacanas. Sem notarmos, o café da manhã virou brunch e saímos correndo (mas com a alma levíssima) para trabalhar porque o tempo não para. Valeu Bebel : )

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Feira do Café

Romoaldo de Souza

Agora, no primeiro fim de semana de outubro, acontece em São Paulo, de 6 a 8, o 6º Espaço Café Brasil, evento que vai reunir jornalistas especializados em café, empreendedores, plantadores, baristas e curiosos.

As palestras são as mais variadas possíveis e vão desde informações sobre qualidade do café, a arte de torrar o grão, como fazer um café coado em casa, até técnicas das mais sofisticadas do mundo do café, para você preparar drinks e, claro, fazer negócios.

Se você é um curioso, esse evento foi feito para o seu interesse. Para quem tem café para vender, para quem quer comprar máquinas e equipamentos ou para os que desejam ter mais informações sobre transações internacionais, o Espaço Café Brasil é uma boa oportunidade.

O blog Café & Conversa vai transmitir direto de São Paulo, os principais acontecimentos e se você não pode ir ao evento, é só ficar de olho no twitter  @Café Conversa.


Um abraço e bom café!

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Por que comprar café em grão?

Romoaldo de Souza

Uma turma de amigos de Recife, que vai viajar ao Agreste e pretende comprar café no interior do estado, mandou perguntar se é melhor comprar café moído ou em grãos.

Pelo menos por dois motivos é melhor comprar em grãos. O primeiro deles é que cada cafeteira usa um determinado tipo de pó, uma granulação diferente

Para o coador de pano ou a cafeteira italiana, aquela sextavada de alumínio, o café deve ser moído mais fino.

Já para a French Press, que é a cafeteira que eu uso no escritório, em casa e até dentro do carro quando estou fazendo expedições pelo interior do país, o grão deve ser mais grosso.

Mas também tem a questão da oxidação. Moído, o café tem mais contato com o ar e o ar ajuda a oxidar o café. Com isso, vai perder as propriedades de aroma e sabor com mais rapidez.

Ah, é claro, sem esquecer que você faz o maior sucesso, quando vai servir café para as visitas e mói o café na hora. É sinal de bom gosto e deixa o ambiente aromatizado com aquele cheirinho de café. Portanto, compre sempre café em grão!


Um abraço e bom café!

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Café orgânico é mais saudável?


Nem tudo é tão ruim assim, pelo menos como aparenta. A ouvinte, Sofia Veloso detesta os engarrafamentos de Recife, principalmente ali nas proximidade da Madalena. Mas, ela mandou uma mensagem para o Café & Conversa dizendo que a CBN Recife é a sua companheira quando está dirigindo e confessa que não é fã de café puro, tem preferido café com leite e, às vezes, mais leite que café.

Mas ultimamente, nossa ouvinte tem descoberto o prazer de provar as receitas que divulgamos aqui na rádio e também de tomar sempre que pode cafés orgânicos, sem agrotóxicos, que são produzidos no interior de Pernambuco, como aquele que falei aqui, outro dia, lá de Taquaritinga do Norte.

Sofia Veloso esteve outro dia em Triunfo, no Sertão do Pajeú, e disse que tomou um café por lá, que deixou nossa ouvinte impressionada com o sabor delicioso.

E melhor, não teve azia, não sentiu qualquer sensação de gastrite.

É verdade, esta semana, mesmo, eu falei aqui que a gastrite está muito mais relacionada a café de péssima qualidade, uso de aspirina, corticóide. Agora, é sempre bom consultar um especialista quando surgir um problema de saúde!


Um abraço e bom café!

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Café com brigadeiro de limão


Estava vasculhando o site Mexido de Idéias, quando vi a receita das meninas de Belo Horizonte, para harmonizar brigadeiro com café. A experiência gastronômica é para unir "dois queridinhos dos brasileiros", café e brigadeiro. E estou repetindo essa prova que fiz para experimentar a combinação que elas recomendam e testar novos sabores.

Eu me senti seduzido pela proposta porque, confesso, não conhecia brigadeiro de limão. Conhecia aquele tradicional com chocolate granulado por cima, mas de limão, não tinha tomado conhecimento ainda.

Aproveitei, e vendo que não resistiria à tentação, usei um café que chegou às minhas mãos pelo amigo Humberto Cariri, produzido no município de Taquaritinga do Norte, no Agreste de Pernambuco.

É um café forte que fez o perfeito equilíbrio que as meninas do Mexido de Idéias estavam recomendando. Elas dizem que "a combinação equilibrada da doçura foi neutralizada pelo amargor da torra do café e o cítrico do limão". A ver!

Surpreenda-se você também!


Um abraço e bom café!

Para fazer o brigadeiro de limão, você vai precisar de:


Ingredientes
- 1 lata de leite condensado, 
- 1 gema 
- 3 colheres de sopa de suco de limão coado e 
- 100g de chocolate branco ralado para enrolar no brigadeiro.


Preparo
Leve todos os ingredientes ao fogo brando, sem parar de mexer, até desprender do fundo da panela. Passe o brigadeiro para um recipiente e deixe esfriar. Faça bolinhas com as mãos ligeiramente molhadas em água gelada, passe pelo chocolate ralado e acomode em forminhas.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Café causa gastrite? Será?


Ricardo Icassatti Hermano e Romoaldo de Souza

Leitores do Café & Conversa nos perguntam se café é ruim para gastrite. Nós fomos atrás de informação sobre o assunto e encontramos alguma controvérsia entre os médicos gastroenterologistas. Segundo eles, geralmente a gastrite é uma doença inflamatória provocada pela bactéria Helicobacter pylori, que causa aumento da acidez no estômago.

Mas, a gastrite também pode ser causada pelo uso prolongado de aspirina, de corticóide e de outros antiinflamatórios não-esteróides, que reduzem a proteção gástrica; consumo prolongado e em grande quantidade de bebidas alcoólicas; e cigarro, além de outros fatores.

Quanto ao café, os médicos dizem que pode estimular a acidez da bactéria e provocar irritação da mucosa gástrica, mas não é a causa da gastrite. Na verdade, bebida alcoólica, fast food, frituras, doces e comidas muito condimentadas são muito piores que o café, que sequer chega a ser contra-indicado. Também recomendam cuidado com a higiene pessoal e dos alimentos para evitar a transmissão de agentes infecciosos.

Portanto, beber café não causa gastrite, mas para quem já tem pode ser um agravante. Se você tem gastrite, diminua o consumo de café até o quanto você aguente sem problemas. Como tudo na vida, é preciso ter bom senso e procurar qualidade naquilo que você põe para dentro do seu corpo. Um café de boa qualidade não fará o estrago de um café ruim.



Um abraço e bom café!

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

A xícara ideal

Romoaldo de Souza

Será que a xícara interfere no sabor do café? Essa é uma pergunta recorrente dos nossos ouvintes, na CBN Recife, e no twitter do Café & Conversa.

O ouvinte que assina pelo nome de Adam, mora em Recife e disse que tem o costume de tomar café naqueles copinhos descartáveis. 


Um abraço, bom café!

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

A importância do café da manhã

Romoaldo de Souza

Aproveitei o feriado de 7 de Setembro para ler uns estudos do pediatra Mauro Fisberg, da Universidade Federal de São Paulo, escrevendo sobre a importância do café-da-manhã, para as crianças. O especialista destaca que o ideal é evitar comidas com muito açúcar, pela manhã, e recomenda café sem adoçantes. O médico da Unifesp apresenta um estudo que revela que 30% das crianças avaliadas não tomam café da manhã, por preguiça, sono, pressa ou falta de fome.

A pesquisa do pediatra recomenda que os estudantes devem fugir das frituras, gorduras, doces e refrigerantes. E recomenda que os alunos tomem café pela manhã. O pediatra faz uma ressalva para quem tem de trabalhar à noite.

Primeiro deve comer antes do início do expediente e, na hora de sair do trabalho, portanto, na hora do café-da-manhã, o trabalhador não deve pular essa refeição. O médico chega a recomendar que é bom para quem é trabalhador noturno que mesmo adaptando os horários da refeição, não dispensar o café da manhã.

O Estudo da Universidade Federal de São Paulo aponta que café dá mais energia porque contém cafeína e aumenta a produção de uma substância no organismo chamada endorfina, o hormônio do prazer. Por isso, em muitos casos esses alimentos até melhoram o humor depois que o indivíduo acorda.



Um abraço e bom café!