sexta-feira, 22 de abril de 2011

Broken Heart's Brodo - Capítulo 3


Ricardo Icassatti Hermano

A Blog-Novela é um sucesso. Não apenas de audiência, mas de participação, de colaboração, de criatividade. Nossas leitoras atenderam ao chamado e nos presentearam com críticas bem feitas, sugestões originais, dicas preciosas e opiniões divertidíssimas. Esse é o propósito da Blog-Novela, unir inteligências em nome da diversão.


Também aproveito para esclarecer que utilizo toda e qualquer referência que encontro à minha volta: lembranças, observações, leituras, filmes, vivência pessoal e dos amigos, além de muita, mas muita imaginação. Assim, essa Blog-Novela é uma peça de ficção e qualquer semelhança com fatos reais e pessoas vivas ou mortas, terá sido mera coincidência.

E as sugestões das nossas sagazes leitoras serão plenamente acatadas porque são todas sensacionais.

Primeiro: a periodicidade. Vocês têm razão, a Blog-Novela não pode ser postada "quando der" ou apenas uma vez por semana. Ela será postada duas vezes por semana, às terças e sextas-feiras. Fica fácil para escrever e para vocês acompanharem as agruras de Carmem e Raffaello.

Segundo: as críticas quanto ao comportamento do Raffaello foram bem fundamentadas e me convenceram. Mas, a trama está apenas começando e muitas reviravoltas virão. Esse é o espírito da novela. Portanto, a partir deste terceiro capítulo teremos grandes viradas. Mas, não dá para ser sério ou dramático demais porque a intenção é mais para a comédia, ou comédia romântica.

Terceiro: acho que a novela deve ter um total de 10 capítulos, para não nos alongarmos demais na trama. Não aguento encheção de linguiça. Seja em novela ou na vida real. Mas, estamos abertos a sugestões. inclusive para o final. Como essa história deve terminar?

Quarto: um novo personagem entra em cena, a melhor amiga da Carmem. O nome dela é Emília. Várias mulheres me disseram que no mundo feminino algumas decisões são sempre e necessariamente compartilhadas. Especialmente quando se trata de relação amorosa.

Agora, leia mais um capítulo ouvindo a música da trilha sonora da Blog-Novela. E lembrem-se, bom humor é tudo nessa vida : )



Broken Heart's Brodo
Capítulo 3

Carmem inventou um mal estar súbito e conseguiu ser dispensada mais cedo do trabalho. Ainda não sabia direito o que estava acontecendo. O aparecimento inesperado de Raffaello; a explicação do sumiço; o convite para jantar; a aceitação do convite; o arrependimento de ter aceito sem pensar direito. "No apartamento dele?Meu Deus! Será? Será? Será?"

E ainda tinha que providenciar roupa, cabelo, as unhas que estavam horríveis. Era coisa demais para administrar. Correndo esbaforida, pegou o celular e ligou para sua melhor amiga, Emília. Ela poderia ajudar nessa hora de completo caos mental.

- Alô ...

- Emília?

- Oi Carmem! Tudo bem?

- Amiga, preciso de ajuda ...

- Ai Carmem, não fala assim que você me assusta. O que aconteceu?

- Aquele cara, o Raffaello ... apareceu lá ... bonitão ... negócio de uma viagem ... férias, Bali, Paris, sei lá ... me convidou pra jantar ... preciso me arrumar ... emergência ... agora ... já ...

- Calma amiga ... me diz onde você está que vou aí te encontrar e a gente conversa.

- Cabeleireiro ...

- Tô indo.

Emília logo tomou conta da situação e comandou a transformação da amiga. Enquanto o cabeleireiro Bernard pintava de preto os poucos cabelos brancos de Carmem, a manicure Josicleide recuperava o estrago no esmalte das unhas. Com a emergência sob controle, as duas amigas conversam.

- Então Carmem. Agora me conta, com calma e tranquilidade, o que foi que aconteceu. E não esqueça nenhum detalhe. Você sabe como os detalhes são importantes.

- Depois daquele jantar lá em casa, lembra?

- Sei, aquele do Brodo?

- É, esse mesmo. Depois daquele jantar, a gente conversou um pouco sobre a Turquia e outros lugares em que o Raffaello esteve. Ele viaja muito. Não rolou nada, até porque a gente mal se conhecia e eu estava mais cabeluda que a Cláudia Ohana.

- Eu me lembro. Você me disse que foi um papo bom, mas que não demorou muito.

- Pois é, normal. Mas, no dia seguinte eu procurei por ele lá no prédio da empresa e não encontrei mais. Ninguém tinha notícia dele. Achei que ele fosse me ligar ou mandar um SMS, Twitter, sei lá, qualquer coisa.

- Por que todo homem faz isso? - perguntou a manicure Josicleide.

- Isso o que? - devolveram Carmem e Emília ao mesmo tempo.

- Sumiço ué! - respondeu Josicleide.

- É mesmo. Por que eles resolvem sumir de vez em quando? - entrou na conversa o cabeleireiro Bernard.

- Se fosse comigo, já dispensava de cara - completou Bernard.

- Mas, Carmem, ele explicou porque sumiu assim de repente? - perguntou Emília, enquanto Bernard resmungava algo incompreensível.

- Ele disse que tinha umas férias atrasadas e fez uma viagem longa. Foi para Bali surfar. Depois foi para Paris. Disse que queria rever o Louvre, o museu sabe? Aí foi para Nova Iorque comprar umas coisas para o apartamento dele.

- Hummmm ... chique ele hein?!?! - Bernard e Josicleide ao mesmo tempo.

- Surfar? Você acreditou?

- Eu nem estava pensando na hora (risos). Não sei nem como consegui escutar o que ele estava falando (risos).

- Mas, você não estranhou o sumiço e agora essa história da viagem pra Bali?

- Agora, que deu tempo de pensar um pouco, essa história está estranha mesmo. O que você acha que pode ter acontecido? Será que ele inventou essa viagem? Você acha que ele está mentindo? Será que ele é um psicopata?

- Mentindo eu não sei. Nem conheço ele. Também não acredito que ele tenha um freezer cheio de cabeças de ex-namoradas, né? Mas, a gente tem que desconfiar sempre né? Lá no dia do Brodo não tinha uma história dele ter sido dispensado pela namorada?

- Tinha, mas a gente não conversou sobre isso. A gente tinha acabado de se conhecer, eu não ia perguntar se ele tinha levado um pé na bunda né?

- Claro que não. Mas, sabe como é homem ... Triste num dia e alegrinho no outro.

- Mas, eu vi a tristeza nos olhos dele. Era de cortar o coração ...

- Prestenção amiga! Homem é tudo safado, cachorro e sem vergonha. Faz qualquer coisa pra jogar a gente na cama. Promete tudo, enche a gente de elogios e mimos. Depois some com a desculpa mais esfarrapada do mundo. Aí, um dia, você encontra ele com uma vagabunda pendurada no pescoço. Ai que ódio ...

- Calma Emília. Esquece aquele cara.

- Eu sei, eu sei, eu sei ... é que quando lembro, dá um ódio!!! E você precisa ficar esperta!

- Mas, a gente não fez nada aquela noite. Só conversou ...

- Carmem! Você quer ir nesse jantar?

- Agora não sei mais ... estou confusa ... não sei o que eu quero ... acho que estou emocionalmente indisponível nesse momento ...

Bernard e Josicleide caem na gargalhada.

- Emocionalmente indisponível? Pintando o cabelo e as unhas prum jantar? Toda nervosa porque reencontrou o bonitão? Indisponível? Sei ... me engana que eu gosto, rá rá! - ironizou o afiado Bernard.

Emília intervém.

- Carmem, você vai a esse jantar com o Raffaello.

- Vou?

- Vai! Porque você não vai passar mais uma noite na frente da televisão, vestindo moleton tamanho GG, com seu gato e um balde de sorvete de chocolate. A única coisa que você ganha com isso é peso e uma bunda enorme cheia de espinhas.

- ...

- Pelo menos você tem que saber o que ele quer com você. Daí você pergunta tudo, tudo mesmo. Levanta a ficha dele.

- E depois?

- Depois você esnoba ele e vai embora, oras.

- Assim?

- É. E depois me conta tudo ...

- Isso não vai dar certo ... - sussurra Josicleide. Bernard olha para o teto e suspira.

Será que o plano de Emília dará certo? Será que isso funciona? Será que Raffaello mentiu? Será que Carmem está mesmo emocionalmente indisponível? Será que o jantar vai ser bom? Será que vai rolar? Será que Carmem não vai se depilar? Será que tudo vai desmoronar?

Todas essas questões serão respondidas nos próximos capítulos da minha, da sua, da nossa Blog-Novela Broken Heart's Brodo. E como diz o Romoaldo todas as manhãs em nosso quadro na CBN Recife: Um abraço! Bom Café!

10 comentários:

Clara Favilla disse...

Emília é uma boneca.
Rafaello mentiu.
Carmem mentirá.
O castelo de cartas desmoronará num sopro.
Josicleide é uma espiã, na verdade se chama Danielle.
E Bernard não é gay.

AkiNaRoçaÉassim disse...

A pergunta – “Será que ele é um psicopata” – é bárbara; traduz e resume todos os medos femininos em situações parecidas. Abro um parênteses aqui para comentar que, infelizmente, na maioria dos casos é verdade (rs). Tenho uma “amiga” que ficou com um cara “viajadão” e que foi tão longe de sua aldeia quanto o meu pé da roça. Mas vou dar um crédito para o Raffaello, afinal ele foi só um coadjuvante nesse capítulo. Uma amiga entrar na trama – mais um ponto a favor (mulher compartilha - é fato). Essa acertou no conselho - ela não deverá se entregar (vulgo “dar”) pra ele no próximo encontro. Isso, pra mim, não porque se deve bancar a difícil, mas por cautela (o q/ não é medo).

Aguardo ansiosa pelo próximo episódio – outro ponto a favor da trama (rs)

Marven.

Café & Conversa disse...

Clara,

Estou rindo até agora do seu fabuloso comentário. Não dá para transformar a Broken Heart's Brodo num suspense policial, mas você deu uma excelente ideia para a próxima Blog-Novela. Vamos desvendar um crime ...

Café & Conversa disse...

Querida Marven,

Essa frase do psicopata eu já ouvi, acredite. Também já tive que tranquilizar algumas namoradas mostrando que eu não tinha um freezer cheio de cabeças em casa ...

Mas, concordo contigo que o mundo é um lugar bem perigoso e as mulheres não podem dar mole. Desconfiem mesmo!

Gostaria de saber a sua opinião sobre a duração da Blog-Novela. Você acha que 10 capítulos está bom?

Obrigado pela participação e continue conosco : )

Anônimo disse...

Essa Carmén merece casar com o cabelereiro. Precisa tudo isso para seduzir um homem? Deve ser fraca de idéias. Quanto a Rafaello, eu apenas tomaria um banho e chegaria ao encontro de cabelos levemente úmidos. No máximo, um bom perfume. E já muito. Ele parece viajandão. Precisa ir até Bali e NT, via Paris para superar um romance? Não!!
Memélia

AkiNaRoçaÉassim disse...

Dez capítulos - nem de mais nem de menos - na medida como um bom café e mais tudo na vida tem de ser. Mas penso que também não deve ser regra como obrigação. Pode ter de 8 e 12 a depender. Basta avisar. : )

Café & Conversa disse...

Querida Memélia,

Essa Blog-Novela é uma comédia romântica. Como fazer comédia sem personagens absolutamente sem noção? A novela já teria acabado. Mas, não desista. Muitas surpresas estão vindo aí : )

Telma D. Monteiro disse...

Coloca o nome do Rafaello no Google. Essa é a melhor forma que a Carmem (odeio esse nome) tem para descobrir a verdade sobre ele. Outra coisa Josicleide pode ser reduzido para Josi (ninguém mais perde tempo em pronunciar um nome comprido como esse, ainda mais no cabeleireiro)

Telma D. Monteiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Café & Conversa disse...

Grande dica Telma : )

Vou ver como posso incluir suas sugestões daqui pra frente. Vai ser difícil, mas dou um jeito. Muito obrigado!

Abraço

Ricardo