sábado, 17 de julho de 2010

Manteiga de Abacate

Ricardo Icassatti Hermano

Meu pai veio de uma família goiana com sobrenome espanhol, Hermano. Começaram lá no Norte do que hoje é o estado do Tocantins. Foram descendo, passaram por Goiás Velho e se fixaram em Goiânia. Foram pioneiros ali. Meus avós paternos foram donos do primeiro, digamos, hotel da nova capital de Goiás.

Minha avó, Arcângela, era uma excelente cozinheira. Amava cozinhar para os filhos e netos. Meus primos e primas vão odiar, mas eu era o neto predileto. Fazer o que? Quando passei a dirigir e tive meu primeiro carro, de vez em quando saía de Brasília e ia até Goiânia apenas para almoçar com ela. Adorava o seu frango ao molho pardo. Sempre voltava para casa com um grande saco de papel pardo repleto de biscoito de queijo.

Mas, por que estou fuçando essas lembranças? É apenas a introdução para a receita que trago hoje. As cafeterias de Brasília pecam em seus cardápios por falta de ousadia e criatividade. Acabam todos parecidos, com os mesmos petiscos doces e salgados. E nós, fregueses, acabamos enjoando de comer sempre a mesma coisa.

Assim, decidi contribuir fornecendo receitas fáceis, porém cheias de sabor e de inventividade. Afinal, como sempre digo, tomar café eu tomo em casa. Quando vou a uma cafeteria, busco por uma experiência, um momento agradável, uma dose de prazer. Tanto em relacão ao café quanto em relação à comida.

Falei da minha origem para lembrar que toda família goiana que se preza e que mora numa casa com quintal, tem um pé de abacate. Não me perguntem porque. Só sei que é assim. Goianos e abacates são indissociáveis. Mais até do que com o pequi. Mas, esse é outro terreno.

Só de olhar já dá vontade de comer

Tenho a sorte de morar numa casa com um grande quintal. Claro, temos dois tipos diferentes de abacateiro. Um deles eu mesmo fiz a muda e plantei. É um abacate gigante, massudo, sem fibras e deliciosamente doce. O outro é menor, mais fino no formato, mas não menos carnudo, doce e delicioso. Quando os pés se enchem, saio distribuindo entre os amigos e filhos para não perder. É muito abacate.

São mais de 500 variedades conhecidas

Além de ser muito saboroso, o abacate ainda faz bem à saúde. Essa fruta é rica em gorduras, açúcares, vitaminas e possui um dos mais elevadores teores de proteínas dentre as frutas. É um alimento excelente para pessoas fracas e desnutridas porque facilita o processo digestivo, elimina dores e acaba com a prisão de ventre.

Sempre comi o abacate com açúcar até descobrir a culinária mexicana e o poderoso Guacamole. Passei a me interessar pela versão salgada no uso do abacate e acabei encontrando essa receita que é uma verdadeira maravilha. Serve como acompanhamento para carnes e peixes grelhados ou para passar em sanduíches. É sensacional e ficaria muito bem no cardápio de uma cafeteria.

Manteiga de Abacate

Ingredientes

- 2 colheres de sopa de cebolinha picada
- 2 colheres de sopa de alcaparras picadas
- 2 colheres de sopa de suco de limão
- 1 colher de sopa de estragão bem picado
- 1/2 colher de chá de sal
- 1/4 de colher de chá de pimenta do reino moída na hora
- 1/2 abacate médio

Preparo

Em um processador, bata todos os ingredientes juntos até obter uma consistência de creme. Transfira para uma tigela e cubra a superfície da mistura com filme plástico, que deve selar completamente encostando no creme. Leve à geladeira, onde pode ficar armazenado por até 2 dias.

Novidade é sempre benvinda

5 comentários:

GONZALO ENRIQUEZ disse...

Abacate ("palta" ou "aguacate" em espanhol) a Manteiga da natureza.
Belíssim matéria.
Abçs,

Elina disse...

e eu nunca, NUNQUINHA, vi um abacate desse pé de quintal de Hermano, hein.

Café & Conversa disse...

Nâo viu porque não quis. Se quisesse teria visto : ) Ou como dizem lá em Santa Catarina: "Se tu queres, queres. Se não queres diz" ...

Farinnazzo disse...

Oi Hermano! Quais são essas variedades de abacate doce que tú tens? Me interessou bastante, já que normalmente eu sempre consumo essa fruta na forma de vitamina, pois natural é meio salgada. Como plantar por enxertia? Andei pesquisando e ví que é a melhor forma de cultivá-lo.
Aqui em casa já tenho morango, pêssego, ameixa (a amarelinha/alaranjada) e mamão. Melhor coisa comer o que nós mesmos plantamos!

Café & Conversa disse...

Olá Farinnazzo,

Aqui em casa temos três variedades de abacate, todas bem doces. Mas, eu não saberia lhe dizer o nome de cada uma. Tenho um mais redondo, casca verde e de tamanho médio; outro menor em formato de "pêra" e com casca escura; e um terceiro tipo gigante, com muita polpa, formato de "pêra" e casca verde. Nunca conheci um abacate que fosse meio salgada. Fiquei até curioso.
O plantio por enxertia é fácil. Você escolhe um galho, retira a casca num espaço de 10 a 15 cm, cobre com terra ou preparado para mudas e protege com um saco plástico ou pedaço de saca, amarrando bem as duas pontas. Regue com água regularmente. Depois de mais ou menos um mês, naquele ponto terão crescido raízes. Aí é só cortar o galho e plantá-lo no solo como se fosse uma muda comum.
Espero ter ajudado.

Abraço

Ricardo Icassatti Hermano