domingo, 25 de abril de 2010

A Música do Dia - Araba - Mustafa Sandal


Romoaldo de Souza

Desde que inauguramos esse espaço, Café & Conversa abriu as portas para comentários, críticas, sugestões. Visitou um café? Dê um alô, mande sua opinião que a gente publica com gosto.

Ontem, estava viajando pelo blog Falando de Tudo um Pouco, e troquei pontos de vista sobre a música da Turquia. Heleny Galati, como boa educadora, começou a dar uma aula da música turca, dos sons, dos astros e principalmente, do pop. Atual.

Fiz um desafio e ela topou escrever esse post, ilustrado pela música de Mustafa Sandal, "Araba". Mas atenção moçoilas, Musti, como o rapaz é conhecido, é casado, apaixonado pela mulher, Emina Jahović Sandal, que é tão brava quanto bonita!

Você não está de olho no meu Musti, não, né?
Olhe pra mim e diga se está olhando para ele!


Calma amor, vamos ler o que Heleny escreveu.
Um beijo pro pessoal do Café & Conversa

"Minha fascinação pelo Oriente começou há um ano, quando comecei a escrever meu primeiro livro. Algo modificou e abriu mente, coração, paladar e claro ouvido a novas experiências.


Comecei experimentando a música indiana. Meus amigos de lá mandavam sugestões e eu corria ao YouTube para procurar e ouvir. Baixei mp3 e enchi o iPod de sons de tambores, sinos e outros instrumentos que ainda estou aprendendo os nomes.


Foi o início de uma paixão por ritmos que não são tão monótonos e repetitivos. Algo que quando ouço invade meu corpo e me transporta. O que sinto é que as cores da Índia estavam em todos os lugares, inclusive na música.


Agora estou escrevendo meu segundo livro e os sons que estão invadindo meu espaço são da música turca. Clássica ou moderna, ela tem algo que me toca por sua força. Talvez seja por sua mistura de influências otomanas, bizantinas, das músicas folclóricas da Ásia Central, dentre outras. Enfim, uma mistura colorida, energética e muito sensual. Lembre-se da famosa belly dance (dança do ventre) dos haréns otomanos.


O poder da sonoridade dos instrumentos usados é intensa e cativou compositores como Hydn e Mozart que escreveram obras baseadas ou com inspirações turcas só para que pudessem utilizar tambor, pratos e sinos, instrumentos tipicamente turcos.


E a música moderna, da juventude turca, tem forte influência do Ocidente em sua apresentação, mas mantém aquela força e sensualidade orientais. Talvez seja pelo idioma. O mais provável é que ela ainda esteja impregnada dos sons do passado, da tradição de uma cultura milenar.


E minha fascinação por esses novos sons continua. São ricos, tocantes e me permitem aprender mais sobre a alma do povo que o cria e aprecia.


Bom dia!


Heleny!



Araba

Mustafa Sandal

Gönül ister aradigini

Hep mi bekler hep mi bulamaz

Gönül ister tanidigini

Hicmi bilmez hicmi soramaz


Beni alsa nafile nafile

Yerime birsey koyamaz

Yalvarsamda kal diye kal diye

O yerinde hic duramaz


Onun arabasi var güzel mi güzel

Söförüde var özel mi özel

Bastimi gaza gidermi gider

Malesef ruhu yok

Onun icin hic mi hic sansi yok




2 comentários:

Driloren Para Maiores disse...

Romoaldo,

ufa, é tão bom ouvir outros sons...
dá uma limpada nos arquivos, dá uma refrescada no intelecto...

Um bjo
Driloren

Romoaldo de Souza disse...

Pode tocar na sua radio. Na minha já não tem mais espaço para a mesmice.