segunda-feira, 10 de maio de 2010

A Música do Dia - Sin Luna - Daniel Melingo


Romoaldo de Souza


O caderno de Cultura do jornal El Clarín, parafraseando The New York Times, afirmou que Daniel Melingo é o astro dos artistas argentinos.


O jornalão americano tinha publicado, certa vez, uma crítica sobre Tom Waits, a quem chamou de o astro das estrelas de Hollywood.


Em 2009, Melingo foi indicado ao Latin Grammy com o álbum "Maldito Tango"

Daniel Melingo é uma espécie de Tom Waits argentino. Exímio compositor, dono de uma sagacidade singular, como as letras das músicas que compõe. Presença de palco marcante e uma voz rouca que em nada fica devendo ao artista criador de Bone Machine.


Melingo toca saxofones, guitarra e canta como poucos. Transita do rock ao pop, passando pela MPB, o tango e a milonga.


Capa de Santa Milonga, de onde tiramos essa Sin Luna


Quando esteve em Brasília, no fim do ano passado, outro genial argentino, Gustavo Santaolalla, me trouxe de presente dois CDs de Melingo. Bajos Tangos, de 1998 e Maldito Tango de 2008. Fiquei impressionado com o compositor que tinha chamado a atenção de Santaolalla, ganhador de dois Oscar na categoria Melhor Trilha-Sonora Original, com "O Segredo de Brokeback Mountain" (2005) e "Babel", no ano seguinte.


Hoje, de "Santa Milonga", disco gravado em 2004, Café & Conversa apresenta Sin Luna. O show de Melingo foi gravado ao vivo. Mas se você tiver curiosidade, procure Sin Luna gravado no estúdio. "É Tom Waits puro", disse certa vez Milton Nascimento se referindo ao compositor argentino.


Desfrute enquanto visita Café & Conversa. Ah, estamos também no Twitter, viu? www.twitter.com/CafeConversa.


Sin Luna

Melingo


Una noche sin luna en el cielo

en tus brazos senti el consuelo

Era eterno el momento que yo guarde

una noche sin luna en el cielo

Una brisa abrio tu ventana

como un niño entrega te di mi amor

el cariño sincero, que tu me dabas

como un blanco respiro, volvi a vivir

Una noche sin luna en el cielo

en tus brazos senti el consuelo

Era eterno el momento que yo guarde

una noche sin luna en el cielo

Una brisa abrio tu ventana

como un niño entrega te di mi amor

el cariño sincero, que tu me dabas

como un blanco respiro, volvi a vivir

una noche sin luna en el cielo

una noche sin luna en el cielo



2 comentários:

Heleny Galati disse...

Tom Waits sua musicalidade e maleabilidade para as artes, provém, certamente, de sua herança irlandesa, escosesa e norueguesa.

Já Melingo... Sua flexibilidade musical está associada a sua latinidade...

Ambos são exemplos de talento.

Ana Paula disse...

E também lembra muito a voz de Leonard Cohen, não é, Romualdo?